.:: A Brincadeira do Boi de Mamão
 
No Brasil de norte a sul encontramos a brincadeira de boi (boi fingido), conforme a região estes possuem características e nomes distintos como o Boi-Bumbá, Bumba meu Boi, Boi-pintadinho, Boi-Matraca, sendo que entre nos, ele é conhecido como Boi-de-Mamão. O folguedo do Boi-de-mamão é uma das manifestações mais significativas da cultura popular catarinense. Está presente nos municípios do litoral e principalmente em Florianópolis, Capital de Santa Catarina, onde concentra o maior número de grupos.
 
História
 
O elemento principal como o próprio nome indica é o boi; de armação de madeira e bambu, coberta com papel e pano. A brincadeira aborda um tema épico (a morte e ressurreição do boi). Apresenta a pantomima das investidas do boi, a sua morte, a encenação da cura, envolvendo, os personagens do Mateus, Vaqueiro, Doutor, Urubu e finalmente, culmina com a ressurreição do boi. Os outros bichos (cavalinho e cabrinha) são confeccionados à semelhança do boi, junto com o Vaqueiro, Mestre Mateus, Doutor, Bernunça, Maricota, Cachorro, Urso-branco, Urso-preto e o Macaco são figuras obrigatórias no ritual do folguedo popular. A "cantoria" acompanha toda a apresentação cantando versos alusivos às figuras e à dramatização.

O Boi-de-mamão, uma das tradições populares mais fortes do município de Florianópolis, revela em sua manifestação um auto dramático, encenado com alegre coreografia e ao som de uma cantoria contagiante que encanta e envolve crianças e adultos.

A brincadeira de Boi-de-Mamão é uma das manifestações populares mais difundidas no Estado de Santa Catarina. Tal manifestação é comumente encontrada em muitos municípios do litoral catarinense, destacando-se as regiões de São Francisco do Sul, Itajaí, Florianópolis, Tubarão e Laguna, onde diversos grupos de Boi saem com freqüência no período que antecede o Natal e vai até o carnaval.

Tradicionalmente os grupos têm suas apresentações marcadas neste período, porém têm se registradas mudanças significativas no calendário nos últimos anos, não só na região de Florianópolis, que concentra a maior quantidade de grupos atuantes, como também nas outras regiões do Estado. Constatamos que o calendário tradicional do ciclo natalino, que caracteriza o período de saída dos Bois, tem se ampliado para todo o ano.
 
Valorizando nosso patrimônio
 
Antigamente o folguedo do boi era conhecido como Bumba-meu-boi, depois, Boi-de-pano, mas ocorre que, com a pressa de fazer a cabeça, foi usado um mamão verde, e quando foi apresentado recebeu o nome de Boi-de-Mamão. Daí a origem do nome, mantido até a época atual, onde se vêem bois com cabeça de todos os tipos até mesmo de boi, menos de mamão. Na Ilha, grupos folclóricos apresentam o Boi-de-Mamão em danças alegres, fazendo brincadeiras, encantando crianças e adultos.
 
A Brincadeira do Boi de Mamão na Caieira da Barra do Sul
 
O Boi-de-Mamão no folclore catarinense é uma das atrações de maior culto popular, e na Caieira da Barra do Sul é apresentado todos os anos pelo Grupo de Jovens Santa Cruz (GJSC) no mês de junho/julho durante a festa junina. É sem dúvida, entre todas atrações da festa, a mais esperada pela comunidade presente. O boi-de-mamão é organizado pelo GJSC mas grande parte dos personagens são representados por pessoas da comunidade. As figuras dançam ao som da cantoria, com o chamador que canta os versos chamando a cabrinha, o cavalinho, Dona Maricota, com seus três metros de altura, distribuindo carícias, com braços longos e mãos espalmadas.
 
 
 
 
 
 
 
 
Copyright © 2013 - Portal Caieira da Barra do Sul - Todos os direitos reservados